Baião de dois: sons e sabores do Brasil - um Livro de Receitas ou trilhas de sabores?  A seguir, apresentamos uma pequena amostra do que está publicado no BAIÃO, para abrir o apetite e a vontade de devorar o livro: 
Receitas e comentários sobre encontros culinários e hábitos alimentares.

Baião de dois.jpg

clique nos slides a seguir para ler Receitas e trechos do livro

1
1

press to zoom
2
2

press to zoom
30
30

press to zoom
1
1

press to zoom
1/30

"[...] Quando pensei em misturar, em um livro, fatos históricos com letras de músicas e receitas de comida imaginei um texto agradável, que informasse sem perder a objetividade. Seria só uma releitura de alguns aspectos da história do Brasil, relacionados com músicas e receitas. Pensava em refazer um passeio prazeroso através da cultura brasileira.

 

Comemorei a escolha do título para o livro como um feliz achado. Baião de dois dizia tudo. O complemento, sons e sabores do Brasil, explicitava as minhas intenções. [...]. Achava que escrever este livro seria como fazer o feijão com arroz de todos os dias. No entanto, à medida em que misturava os ingredientes, a receita mostrou-me outras possibilidades e exigiu-me mais atenção.

 

Não bastava só misturar o feijão com o arroz. [...] Ao ser revolvido no caldeirão da história, o baião desandou. Pois, mesmo quando tudo parece que dá certo, subjazem notas dissonantes e os dissabores podem aflorar...

 

Cerca de trinta anos depois da redemocratização, o baião do Brasil de novo desandou, mostrando que nos países que resultaram da colonização europeia não há uma receita pronta, única e definitiva para a democracia. Por isso, é preciso aproveitar este momento para aprender a lição. É preciso deixar de ser o eterno aprendiz de cozinheiro. [...]

 

Hoje, mais uma vez o barco do Brasil está à deriva e pode afundar. Por isso, mais do que nunca é preciso navegar; é preciso lutar, criar. Essa é a palavra de ordem permanente. [...]" 

Pedro de Lima, "Dissonâncias e dissabores", BAIÃO, 2021.